Sobre o EcoSilenzio

Engenheiro afirma que os sistemas construtivos utilizados no Brasil são arcaicos

Data e Hora  publicado em 05/05/2011 às 10:01

Para Luiz Henrique Ceotto, diretor de Design & Construction da Tishman Speyer, o desempenho das edificações fica geralmente próximo do mínimo desejável, aumentando o risco de patologias

"Os sistemas construtivos utilizados no Brasil ainda são muito arcaicos e um 'chamariz para patologias'". A afirmação é do engenheiro Luiz Henrique Ceotto, diretor de Design & Construction da Tishman Speyer, durante o seminário Patologias na Construção, realizado no dia 03.05 em São Paulo pela editora PINI.

Durante o evento, especialistas debateram o tema e apresentaram soluções para patologias em fundações, estruturas de concreto e revestimentos de fachadas.

Segundo Ceotto, a construção civil brasileira utiliza sistemas que aumentam muito a chance de patologias, de modo que o desempenho das edificações, de forma geral, fica perto do mínimo desejável.

A opinião do diretor da Tishman Speyer é de que a Norma de Desempenho NBR 15575 - Edifícios Habitacionais de até cinco pavimentos deve favorecer a elevação do nível da construção. Ainda assim, ele acredita que a falta de normas técnicas adequadas às tecnologias mais recentes deve continuar atrapalhando o trabalho dos engenheiros. Já para o engenheiro Paulo Grandiski, perito e consultor técnico do Instituto Brasileiro de Avaliações e Perícias de Engenharia de São Paulo (Ibape-SP), nesses casos existe sempre a possibilidade de se recorrer a normas internacionais ligadas ao Conselho Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Conmetro).

A falta de mão de obra qualificada foi outra problemática levantada pelos participantes do seminário, já que muitas patologias decorrem da falta de conhecimento técnico. "O setor tem de buscar formas de qualificar profissionais para evitar problemas em obras, o problema é que não há iniciativa", disse o engenheiro Jonas Silvestre Medeiros, da Inovatec Consultores Associados.

Para o engenheiro Jefferson Libório, professor da Escola de Engenharia de São Carlos da Universidade de São Paulo (USP), a qualidade dos materiais é outro aspecto a ser considerado para a prevenção de patologias. "Não há possibilidade de evitar totalmente as patologias, mas é necessário reduzir ao mínimo o risco de elas existirem", complementa o engenheiro Milton Golombek, diretor-sócio da Consultrix e conselheiro da Associação Brasileira de Mecânica dos Solos (ABMS).
 

Fonte: PINIweb

Tags Tags:  normas técnicas desempenho NBR 15575 sistemas construtivos

0 comentário(s). Fique à vontade para comentar.










Tic topo

HOME  |  SOBRE O ECOSILENZIO  |  APLICAÇÃO  |  ECOBLOG  |  NBR 15575  |  FALE CONOSCO

Acital 30 anos ProAcustica

Twitter You Tube Flickr PDF RSS Feed

Créditos: Modena Design